Revista MB Recomenda

Cauby canta Dick Farney

Por Luís Pimentel - 02/08/2017

Cauby Peixoto morreu em maio de 2016. Dois meses antes, gravou dez canções que foram eternizadas na voz do artista a quem mais admirava, Dick Farney (1921-1987), o que mostra que os ídolos também têm ídolos. No álbum póstumo, seu último disco, “Cauby canta Dick Farney” (Biscoito Fino), são relembradas preciosidades fonográficas como “Meu Rio de Janeiro” (Nelson Trigueiro e Oscar Belandi), Uma loira (Hervê Cordovil) e a emblemática “Copacabana” (Alberto Ribeiro e João de Barro), entre outras. De um mestre para outro.Cauby Peixoto morreu em maio de 2016. Dois meses antes, gravou dez canções que foram eternizadas na voz do artista a quem mais admirava, Dick Farney (1921-1987), o que mostra que os ídolos também têm ídolos. No álbum póstumo, seu último disco, “Cauby canta Dick Farney” (Biscoito Fino), são relembradas preciosidades fonográficas como “Meu Rio de Janeiro” (Nelson Trigueiro e Oscar Belandi), Uma loira (Hervê Cordovil) e a emblemática “Copacabana” (Alberto Ribeiro e João de Barro), entre outras. De um mestre para outro.

Publicidade