Artigos

Sérgio Reis – 60 anos de carreira

Por Marcio Paschoal (*) - 15/09/2018
Publicidade

Aos 78 anos, o senhor Sérgio Bavini, ex-corretor de seguros, ex-estoquista e dono de pousada, pode se orgulhar de uma linda e longeva carreira artística. Mais conhecido como Sérgio Reis, o simpático cantor sertanejo de sucessos como “Menino da Porteira” (Teddy Vieira, Luizinho), “Pinga ni mim” (Elias Filho) e “Panela Velha” (Moraezinho, Auri Silvestre), já foi também Johnny Johnson, cantor de rock nos áureos tempos da Jovem Guarda.
Na atribulada e multifacetada vida desse artista peregrino, ele foi ator de novelas, como “Pantanal” e “O Rei do Gado”, quando formou dupla com Almir Sater (Pirilampo e Saracura), e cinema “O Menino da Porteira” (sucesso nacional com mais de dois milhões de espectadores) e “Mágoa de Boiadeiro”, além de trabalhar na rádio, divulgando a música do interior (Siga Bem, Caminhoneiro”.
Em 2015, recebeu o Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Sertaneja pelo CD/DVD Amizade Sincera II, em parceria com Renato Teixeira.
De uma família de italianos (avós paternos), da região de Pompeia, deles herdou a incrível disposição para o trabalho e para a vida. Desde o AVC dentro de um avião ao acidente sério, quando caiu de um palco num show em Três Marias, Minas Gerais, Sérgio Reis não parou quieto. Com uma extensa discografia, o intérprete e autor de “Coração de Papel”, com um marca-passo desde 2015, vem com um trabalho novo, “Alma Gêmea”, em parceria com a mulher, a cantora Ângela Reis. Não se trata de disco com sonoridade caipira, mas só com clássicos. Em uma das faixas, o dueto com Guilherme Arantes, em “Planeta Água”.
Para quem não sabe, Sérgio Reis está em fim de mandato como deputado federal, e garante que não prosseguirá na política.
Comemorando este ano 60 anos de carreira e com diversos shows agendados pelo país, Serjão, como é chamado pelos amigos, vê sua vida contada em livro, “Sergio Reis, uma vida, um talento”, escrito por Murilo Carvalho e recém-lançado pela editora Tinta Negra.
(*) escritor, autor das biografias de João do Vale e Rogéria

 

Publicidade