Artigos

Encontro de talentos no Dobrando a Carioca

Por Luís Pimentel - 28/10/2016

Zé Renato, Moacyr Luz, Jards Macalé e Guinga. Esta é a escalação da poderosa linha de frente da música brasileira que contra-ataca no belíssimo CD e DVD “Dobrando a Carioca” (Biscoito Fino), gravado ao vivo no Teatro Ginástico do Rio de Janeiro, quase duas décadas depois do primeiro encontro dos craques, escalados a princípio para show (inesquecível) no Teatro João Caetano, na programação do também inesquecível Projeto Seis e Meia (criação e produção do idem idem Albino Pinheiro).


Cantores e compositores, instrumentistas do primeiríssimo time, Guinga, Moacyr, Macalé e Zé alternam canções autorais com clássicos da música brasileira. Do repertório do primeiro, temos parcerias dele com Aldir Blanc como “Catavento e girassol” e “Chá de panela” ou com Chico Buarque, “Você, você”; o segundo mostra embaixadinhas como “Cachaça, árvore e bandeira” e “Anjo da velha guarda”, também parcerias com Aldir; o meia-armador Macau resgata o seu “Vapor barato”, como Wally Salomão; e o ponta afiada Zé Renato faz a torcida matar a saudade de sua “Toada”, feita em parceria com Cláudio Nucci e Juca Filho.


Como escreveu Moacyr Luz, o projeto dos craques mantém o formato original de repertório. “Com uma única exceção, as músicas são as mesmas num repertório popular e autoral. Na mesma ordem, a nossa emoção permanece amadora até o terceiro sinal, ansiosos pela introdução do 1 X 0 do Pixinguinha, uma partida entre amigos, todos jogando pro mesmo lado, pro mesmo gol”.

Publicidade


E aja emoção! Especialmente entre os torcedores, que somos nós.

Publicidade